Sodade

Partindo de um ponto comum, do zero, do peso da gravidade que não distingue nomes e nem histórias, desdobramos cinco caminhos. O que se constrói já vira, simultaneamente, passado e lembrança, e como cada corpo retoma suas memórias e vivências é o que evidenciamos. Uma cantiga de ninar, um balanço de avó, uma morte prematura, os cabelos negros e um sonho profundo que não permite voltar à realidade. Corpos infinitos que se repetem num loop atemporal, que trouxeram e trazem sempre uma história para contar. Desde o seu surgimento em 2015, a companhia tem plantado e colhido frutos provenientes de um árduo e consistente trabalho. Tem como foco o estudo do movimento aliado às múltiplas espacialidades, aos sons provocados pelos corpos e seus afetos, tendo como base a dança contemporânea. Há o anseio de pesquisar sobre ancestralidade, mazelas da humanidade, buscar reflexões sobre espiritualidade, provocar ironias e verborragias. Sodade traz combinações de cinco corpos-arquétipos gerados a partir de uma perspectiva crua do mundo, trazendo caos, confusões e ruídos à obra. Sodade traz corpos reflexíveis em cena sobre o que fica, o que vai e o que já se foi de seus próprios mundos, inundados pelo prazer e pela dor do questionamento: “o que há de interessante nessas pessoas?”.

Ano de Criação

2015

Elenco

Daniel Ruffino, Gabriel Luz, Thais de Melo, Yan Coelho e Sergio Cavalcanti.

Ficha Técnica

Direção Geral e Coreográfica Leandro Netto
Assistente de ensaio Thais de Melo e Sergio Cavalcanti
Figurino Leandro Netto
Iluminação Leandro Netto
Filmagem Uira Dantas
Produção Leandro Netto e Sergio Cavalcanti

Vídeo